segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

A Janela


Hoje venho lhes falar sobre o que as janelas são capazes de fazer... de antemão aviso que estou culpando elas para amenizar a culpa dos "maravilhosos seres humanos".

Um dia desses estava eu sentado no ônibus quando observei duas amigas entrarem no mesmo. Ele estava vazio, o que não faltava era lugar para se sentar, sendo assim imagina-se que duas amigas sentariam juntas para papear. Mas o que ocorreu me pareceu estranho no momento, pois cada uma sentou em uma poltrona diferente para que as duas pudessem usufruir dos "prazeres" da janela. Sendo assim o ônibus foi enchendo de modo que o diálogo, se houvesse, já não seria tão conveniente quanto poderia ser. Logo parei pra pensar no que as pessoas fazem para sentar-se à janela, pois ali se desperdiçou a chace de ter preciosos minutos de conversa o que com a correria dos dias de hoje é um tanto quanto valioso.

Agora raciocinemos... se uma janela pode separar amigos por alguns instantes, o que o dinheiro ou algo de valor não seria capaz de fazer com essa amizade?

2 comentários:

Raphael Vieira ou um dos seus alteregos disse...

Depois dessa, vamos fundar uma ong contra as janelas! Fiquei pensando sobre o final do seu texto e me bateu uma leve depressão: vou ali me suicidar e já volto...

Renato Antunes ® disse...

Calma ae Rapha...
afinal,quem vai comentar os meus posts? quem vai cantar comigo nos butecos? quem vai fugir comigo pra america central de bicicleta?
Nós estamos fora desse post!!!